Professora universitária, pesquisadora, consultora organizacional, designer instrucional e webmaster. Doutora em Aspectos Psicossociais do Esporte, ênfase em Gestão do Conhecimento e Inovação (UERJ,2016). Mestre em Educação Física – Administração Esportiva (2005), com ênfase em Gestão do Conhecimento e Inovação, Graduada em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda (UGF, 1999). Professora dos cursos de Tecnólogo em Gestão Esportiva e Administração da FACHA. Professora visitantes do curso de Pós-Graduação da Universidade Castelo Branco. Pesquisadora e palestrante nas áreas de: empreendedorismo, marketing, comunicação empresarial, tecnologias da informação, administração esportiva e gestão do conhecimento e inovação. Editora do Atlas do Esporte no Brasil, Capítulo Esportes Radicais e Aventura (2005). Membro do Centro de Estudos Olímpicos da UERJ; AIGD – Aliança Intercontinental de Gestão do Desporto – AIGD e do Comitê Brasileiro Pierre de Coubertin. Organizadora da COPEDU- Comunidade de Prática Educacional. Experiência na organização de eventos corporativos e institucionais de pequeno, médio e grande porte.

A COPEDU é uma organização particular de direito privado autogerenciada.  Sediada na www.copedu.net.br, com origem no Rio de Janeiro – Brasil, é administrada por um grupo de professores e profissionais de diversas áreas com objetivo de estimular a educação continuada em âmbito acadêmico e/ou prático.

Como resultado desta união (UGF/2010), adicionado pela adesão de colaboradores associados pelo sistema de voluntariado, a COPEDU caracteriza-se como um programa de extensão educacional em constante desenvolvimento que visa promover o aprendizado colaborativo através de uma Comunidade de Prática Educacional.

Membros fundadores da COPEDU: 2010;UGF/RJ

Fabrício de Oliveira
Valdenir Donizete Flauzino
Valéria da Silva Bitencourt (org)
Vinicius Ribeiro Alves

Comunidades de Prática (COP) – grupos de pessoas que compartilham um interesse, um problema em comum ou uma paixão sobre determinado assunto e que aprofundam conhecimentos e expertise através da interação contínua numa mesma base. Os integrantes de uma CoP não necessariamente trabalham juntos todos os dias, mas interagem periodicamente porque agregam valor em suas interações. Através das interações, compartilham informações, insights e conselhos. Ajudam umas as outras a resolver problemas, discutem suas situações, aspirações, necessidades, discutem pontos de vista, exploram ideias e limites. Podem criar ferramentas, padrões, desenhos genéricos, manuais e outros documentos – ou podem simplesmente desenvolver uma tácita compreensão do que é compartilhado. Porém, acumulam conhecimento pelo valor que agregam na aprendizagem que encontram juntas. Este valor não é meramente instrumental para o trabalho. Resulta também na satisfação pessoal de conhecer colegas que compreendem as perspectivas uns dos outros e de pertencer a um interessante grupo de pessoas. Com o passar do tempo, os integrantes da CoP desenvolvem uma perspectiva única sobre os temas abordados, bem como formam um corpo comum de conhecimento, práticas e teorias. Para isso, desenvolvem relações pessoais e instituem formas de interação. Podem também desenvolver um senso comum de identidade. E, assim, tornam-se uma Comunidade de Prática”. (WENGER; McDERMOTT; SNYDER, Cultivating communities of practice. Boston: Harvard Business School Publishing, 2002:4-5 -). Estudo complementar: www.ewenger.com

A COPEDU entende que a transmissão do conhecimento passa em essência pela reconfiguração do processo de aprendizagem  – (re)aprender nas suas múltiplas vertentes informacionais.  Esta reconfiguração só será possível através da união de esforços em busca da melhoria contínua, seja no universo educacional (saber) e/ou prático (fazer).

 Acreditamos na visão compartilhada pela busca do conhecimento, na formação e/ou transformação do aprendiz;
Valorizamos o comportamento empreendedor, o desenvolvimento individual de cada um a seu tempo, estilo e processo aprendizagem;
Respeitamos meios e mensagens, ideias e ideais qualificados;
Repelimos a arrogância do saber;
Buscamos o (re)aprender constante;
Esperamos ensinar-aprender com você.

Bem-vindo(a) a CopEdu!
Valéria Bitencourt – Organizadora

O Ambiente virtual de aprendizagem da COPEDUAVA esta estruturado para  oferta de cursos ou qualquer forma de ampliação do conhecimento.

Plataforma moodle.

Arranjo Produtivo Local – APL:

“Arranjos Produtivos Locais (APLs) são aglomerações de empresas e empreendimentos, localizados em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva, algum tipo de governança e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como: governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa.”

As APLS são orientadas por professores ou profissionais atuantes nas áreas temáticas. Os integrantes – alunos, professores, pesquisadores, empresários ou colaboradores constituintes de cada APLs estão diretamente ligados aos orientadores, sendo este o responsável legal junto a COPEDU pelo conteúdo e seus resultados.

Estações de trabalho (Worknet)

As plataformas de comunicação da COPEDU integram tecnologias emergentes adequadas às novas tendências comunicacionais que estimulam o fluxo constante de informação centrados nos conceitos de acessibilidade, usabilidade e sincronicidade.

É vedado aos membros da COPEDU qualquer ato discriminatório, difamatório ou que produza prejuízo à imagem de terceiros (pessoa física e/ou jurídica), bem como desrespeito às opiniões contrárias e direitos autorais.

Poderá participar da COPEDU qualquer pessoa física com endereço de e-mail registrado nos diversos provedores da internet que tenha como objetivo aprimorar conhecimentos. Cada membro é responsável pela indicação de conteúdo, interação e/ou divulgação de qualquer natureza.

Uma vez cadastrado na COPEDU, o membro autoriza automaticamente o envio de comunicados originados pela COPEDU.

É vedado aos membros/usuários da COPEDU qualquer ato discriminatório, difamatório ou que produza prejuízo à imagem de terceiros (pessoa física e/ou jurídica), bem como desrespeito às opiniões contrárias e direitos autorais.

Sugestões, críticas ou denúncia de usuários ou posts são muito bem vindos e serão analisadas pela organização da CoPEdu. Caso seja necessário, entraremos em contato para  maiores informações.

Deixe sua mensagem que logo entraremos em contato.

Envie sua sugestão, crítica ou proposta de participação 

Valéria Bitencourt
valeria@copedu.net.br

Christina Thereza Bassani Teixeira – Bióloga pela Univ. Gama Filho. Esp. em Oceanografia pela Univ. de São Paulo, IOUSP. Mestrado em Geoecologia pela Univ. Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Doutora em Geoecologia pela Univ. Fed. do Rio de Janeiro. Doutora em Geografia pela Univ. de Aveiro. Sócia ger. da Empresa Leila & Bassani Consult. Educ. sediada no Porto, em Portugal. Gestora do Polo da Fac. Unigran, no Porto, em Portugal. Concursada em primeiro lugar para Bolsa de Pós Doutoramento no âmbito do projeto MONIPOR-ACT2019 – Aquisição de serviços para melhorar e complementar os critérios de classificação do estado das massas de água de transição e costeira no Marefoz, Mare University of Coimbra – Marine and Environmental Sciences Centre, nas instalações MAREFOZ. No Brasil, até 2017, Nas Fac. Integradas Maria Thereza foi professora adjunta 1 nos cursos de Ciências Biológicas e de Adm, Coord. de Pesquisa e Extensão, Membro do NDE (Núcleo Docente Estruturante) do curso de Adm. e Ciências Biológicas e membro da Comissão de Apoio à Pesquisa (CAP). Foi Prof. Assistente da UNIFOA no curso de Eng. Foi Coord. do curso de Pós Grad. de Gestão e Análise Amb. e de Eng. Amb. das Famath. Atua na área Amb. como Consultora em Aval. de Impacto e Monitoramento Amb. utilizando o fitoplâncton como bioindicador de diferentes massas de água. Consultora para elaboração de Projetos tendo participado de dois prêmios de Produtividade da empresa oas (Consórcio). Projetos aprovados PIBIC e PIBEX (Famath) nas áreas de Gestão Amb. e de Biologia Marinha. Realiza projetos de Capacitação sobre a necessidade de descartar os resíduos sólidos de forma correta, Lixo eletrônico e Projetos de Catálogo Virtual do fitoplâncton em parceria com a COPEDU (Comunidade de Prática Educacional). Tem experiência na área Amb. com ênfase em Biologia Marinha, Gestão Amb., Avaliação de Impacto Amb. e Monitoramento Amb. utilizando bioindicadores aquáticos e Ecologia de Ecossistemas costeiros e oceânicos; Educação Amb., Legislação Amb. orientando trabalhos de conclusão de curso de graduação e de pós graduação (TCC). Atua como responsável e orientadora metodológica dos Trabalhos de Conclusão de Curso nos cursos de Ciências Biológicas das Famath. Prof. de grad. na Famath, no curso de Ciências Biológicas, nas disciplinas: Avaliação de Impacto Amb., Planctologia, Metodologia da Pesquisa e Epistemologia. Professora do curso de Pós Graduação em Biologia Marinha e Oceanografia ofertado nas Famath nas disciplinas: Fitoplâncton, Gestão Amb. e Metodologia da Pesquisa; no curso de MBA de Medicina Aeroespacial da Estácio de Sá na disciplina Metodologia da Pesquisa; no curso MBA de Gestão Financeira da Faculdade Castelo Branco e do Centro Universitário de Volta Redonda UNIFOA, na disciplina Metodologia da Pesquisa. Parecerista da Revista Scientiaea. Moção de congratulações e aplausos no. 670/16 na Câmara Municipal de Niterói, pela conduta exemplar no exercício das funções e esforço dispensados ao Município.

Contato: c.bassani@hotmail.com

 

Verônica Perissé Nolsco

Presidente do Instituto Semente do Esporte

Doutor em Ciências do Exercício e do Esporte pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Mestre em Ciências do Exercício e do Esporte, Especialista em Administração e Marketing Esportivo pela Universidade Gama Filho. Graduado em Capoeira, Educação Física e Administração de Empresas. Gestor Esportivo no Departamento de Competições da Confederação Brasileira de Futebol. Oficial de Integridade da CBF. Membro de Grupo de Trabalho do Ministério do Esporte para aprimoramento de laudos técnicos e melhorias em Estádios de Futebol. Professor no Curso Superior Tecnólogo em Gestão Desportiva e do Lazer da FACHA. Professor Pós-Graduação em Ciências do Futebol da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Líder do Grupo de Pesquisa em Grupo de em Esporte, Gestão, Cultura e Lazer (GPEG) e integrante do Grupo de pesquisa em Escola, Esporte e Cultura (GPEEsC), ambos cadastrados junto ao CNPq. Contramestre de Capoeira, no Grupo Cia. Capoeira. Oficial do Temporário do Exército sendo Oficial de Treinamento Físico Militar trabalhando com preparação física, competições esportivas: Vôlei, Futebol, Pentatlo, Tiro e Equitação), aulas e eventos de capoeira.

Contato: romulomreis@hotmail.com

Mestre em Administração de Empresas pelo IBMEC-RJ, com pesquisa em Planejamento Estratégico de Marketing Esportivo de Confederações; Especialista em Marketing Estratégico (Fac. Estácio de Sá – Juiz de Fora – MG) e Marketing de Serviços (ESPM-RJ); graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Juiz de Fora – MG. Ao longo de 20 anos acumulou significativas experiências nas áreas de Planejamento e Gestão de Operações, Gestão da Qualidade, Recursos Humanos, Marketing e Comercial, em projetos de organizações na indústria, comércio e serviços. Nos últimos 8 anos tem se dedicado à indústria do esporte, atuando na área de Ticketing em grandes eventos como, Copa das Confederações (2013), Copa do Mundo (2014), Jogos Olímpicos e Paralímpicos (2016), Copa América (2019) e Copa do Mundo Sub-17 (2019). Além disso, atua em pesquisas e projetos de consultoria na área de governança e gestão do esporte. Na área acadêmica, é Professor de Graduação no curso de Gestão Desportiva e de Lazer das Faculdades Integradas Hélio Alonso (FACHA), tendo atuado também no programa de MBA em Marketing Esportivo do IBMEC-RJ e outros cursos relacionados ao mercado esportivo. Palestrante de gestão do esporte em cursos de graduação e pós-graduação, bem como em eventos acadêmicos.

Contato:  jose.melo@facha.edu.br

0